Pistas para o metodo da cartografia

Enviado por aarquivista, ter, 2013-12-10 11:19


Rio de Janeiro, Niteroi

{da apresentacao do LIVRO}

Nos anos 2005 a 2007 um grupo de professores e pesquisadores
se reuniu uma vez por mês no Departamento de Psicologia
da Universidade Federal Fluminense e no Instituto de Psicologia
da Universidade Federal do Rio de Janeiro em seminários de
pesquisa cujo objetivo foi a elaboração das pistas do método da
cartografia. Unidos pela afinidade teórica com o pensamento de
Gilles Deleuze e Félix Guattari e por inquietações relativas à metodologia
de pesquisa, Eduardo Passos, Virgínia Kastrup, Silvia
Tedesco, André do Eirado, Regina Benevides, Auterives Maciel,
Liliana da Escóssia, Maria Helena Vasconcelos, Johnny Alvarez
e Laura Pozzana, bem como diversos alunos de graduação e pósgraduação
apresentaram e discutiram ideias, criaram duplas de
trabalho, escreveram textos e, num ambiente de parceria, realizaram
um fecundo exercício de construção coletiva do conhecimento.
Definimos inicialmente que a cada encontro nos dedicaríamos a
uma de dez pistas do método da cartografia - o que chamávamos
de "decálogo do método da cartografia". Foram três anos de trabalho.
Em 2005 realizamos a primeira rodada de discussão. A cada
encontro uma dupla apresentava as ideias disparadoras do debate,
visando à coletivização do esforço de sistematização do método.
Em 2006 cada dupla apresentou um texto a ser discutido no grupo.
Muitos comentários, críticas e ajustes propostos. Em 2007
houve nova rodada de discussão, agora já trabalhando com os textos
revisados. As discussões versavam sobre questões teóricoconceituais,
buscavam a formulação adequada dos problemas
metodológicos, envolveram a eliminação e o acréscimo de pistas
e concorreram para o desenho final que este livro assumiu.


Ferramentas de Concatenação

Compartilhe na rede

Comentários

Adicionar Comentário

Se logue ou se registre para poder enviar comentários